Quer fazer uma grande mudança em sua vida? Comece pegando uma caneta, uma folha em branco e uma ideia. As maiores mudanças no mundo começaram assim.

que uma pessoa que se abre para uma nova ideia jamais voltará a seu tamanho original

Muitos livros são publicados todos os dias com receitas mirabolantes de como vencer na vida. Não fiz uma pesquisa, mas creio que a cada semana um livro novo como uma temática dessas é editado e logo está nas livrarias do mundo inteiro. Na maioria deles são modelos de passos a seguir, que se promete num passo de mágica, após a sua leitura, um grande salto de desenvolvimento pessoal. A quem diga que funciona, de depoimentos e tudo mais, mas será que não é mesma coisa do efeito placebo de alguns remédios? Ou seja, a fé que realmente faz com que a pessoa tenha o efeito desejado do remédio? A ciência não explica direito isso, mas sabe que existe. Bem, mas a verdade é que as pessoas acreditam em muitas coisas, sobretudo, quando estão desesperadas por algum resultado em suas vidas. A questão é, podemos realizar sonhos, superar desafios, sem cair nessas armadilhas que na maioria das vezes servem apenas para explorar o desespero alheio? Sim. Acredito que sim. E vou dize para vocês como fazê-lo. Estudar.

Basta um livro, um caderno, uma caneta e muita vontade para que você comece a fazer a diferença sem uma vida. Einstein uma vez disse “que uma pessoa que se abre para uma nova ideia jamais voltará a seu tamanho original”, isso quer dizer que, se você está disposto a fazer algo novo, tem vontade de fazê-lo e se dedicar para isso, jamais será a mesma pessoa. A própria vida parece conspirar para que as coisas comecem a arranjar as oportunidades, como se as coisas estivessem vindo em sua direção. A verdade, quando se abre a mente para algo novo, você passa perceber coisas que antes não enxergava. Elas sempre estiveram lá, mas devido a falta de atenção a elas, as portas estavam invisíveis. Acredite, você é capaz de revolucionar o seu mundo a partir de uma mudança muito simples. Estudando. Um pouco um dia de cada vez. Focado em algo que lhe faz sentido, você vai enxergar muito além daquilo que imaginou na primeira vez.

Uma-criança-um-professor-uma-caneta-e-um-livro-podem-mudar-o-mundo-Malala-Yousafzai

Faça isso todos os dias, leiam com atenção um texto que acha cativante, motivador, que lhe permita olhar para você, refletir sobre você, sobre suas qualidades. Dê uma chance para você e seus pensamentos. Reserve uma parte de seu dia para escrever algo sobre você, coisas que gosta, que gostaria de fazer, que acha que pode melhorar, que pode aperfeiçoar, que tem como qualidade única que ninguém tem. Cuide de você, uma vez por dia, faça essa gentileza com você. Faça um mapa mental de quem você é, depois, observe o que serve e o que não serve para nada de sua personalidade. Depois faça uma faxina daquilo que acredita que não lhe rende nenhum valor. Coisas simples que incomoda e você não se dava conta de que estava ali, só ocupando espaço, como por exemplo, pensamentos mesquinhos sobre você e sobre outras pessoas. Só servem para ocupar espaço sem eu HD. Deixam sua capacidade de processamento lenta e pesada. Limpe seu HD, permita que somente bons pensamentos e ideia circulem em seus pensamentos e depois trace metas para atingir seus sonhos. Logo estará fazendo coisas impossíveis.

Mude sua rotina de vida que está direcionada a servir os outros, para servir a você. Trabalhe para você ( mesmo que seja empregado), para sua felicidade não para a felicidade dos outros. Crie estratégias para bloquear seus pensamentos ruins e, principalmente, não deixe que ninguém incuta pensamentos negativos em sua mente. Crie uma proteção contra fofocas e pensamentos negativos de outras pessoas, trabalhando com concentração e amor. Propague a paz e a felicidade e verá que nenhum mal intencionado chegará perto de você. Pessoas más, gostam de estar com pessoas más. Elas se identificam, da mesma forma, pessoas do bem, se identificam com pessoas que estão na mesma freqüência.

Faça isso, coloque no papel seu plano de vida, nem que comece com poucas palavras. Faça isso todos os dias e irá tornar um belo hábito e ato de reflexão e meditação. Não é um diário. São textos que lhe conferem feitos que entender que agiu com sabedoria. Escreva sem pestanejar sempre que achar importante. Não perca tempo. Comece hoje. Agora mesmo. Pegue um livro, uma caneta e uma página em branco e comece a escrever uma história diferente de você mesmo, pois, todos nós nascemos dotados de um poder revolucionário dentro de nós. Logo, comece hoje revolucionando sua vida para amanhã revolucionar o mundo.

Anúncios

Aprendendo a aprender

Uma carreira de sucesso requer uma série de esforços como, características, valores, como diariamente, venho publicando nesse espaço de . Bem, mas não basta ser uma boa pessoa, de valores louváveis e princípios nobres. Para um desenvolver competências estratégicas que permitirá sua diferenciação no mercado, será preciso compreender conhecimentos aplicáveis, isto é, estudar e aprender algo novo.

aprendendo-a-aprender-o-coaching-mudando-comportamentos

Porém, embora existam inúmeras didáticas e outras práticas de ensino valiosas, como docente sempre valorizei alunos que construíram suas próprias técnicas de aprendizado. Por exemplo, ainda na faculdade, me lembro que aprendi com um amigo de classe, que a anotar tudo que o professor falava, era uma maneira de gravar melhor os conceitos e ensinamentos, e desde então, venho adotando tal técnica de aprendizagem nos cursos que faço. Uma técnica simples, que ajuda na memorização e facilita muito na hora de estudar. Além de treinar a escrita.  Esse é um exemplo de aprender a aprender.

A técnica acima não é novidade, novidade será a que você mesmo pode inventar depois ler atentamente esse artigo. Mas para isso é preciso se perguntar: eu quero aprender? Qual uso farei desse conhecimento? Qual importância desse conhecimento para minha vida ? Ao responder essas perguntas, você ajuda a selecionar aquilo que de fato você fará uso no futuro, mas, sobretudo, lhe dará combustível extra para continuar na empreitada. Bem fazendo isso, você deve encontrar a melhor forma, que permita aprender tudo sobre esse conhecimento e de forma rápida.

Um bom livro que ajuda-nos realizar essa tarefa é uma organização da Saraiva intitulada “Super Dicas Para Aprender a Aprender”. Como um manual de aprendizado, neste livreto ( realmente muito pequeno e prático), você irá aprender primeiramente a importância do conhecimento no decorrer da história, que aprender é uma questão de escolha, que aprender algo é também aprender a pensar, que há muitas coisas que precisamos desaprender, isto é, vícios que só atrapalham nossas vidas. Mas mais do que isso, irá aprender como aprender de forma objetiva.

Uma das dicas que entendo que seja a mais valiosa, é aquela que diz “Cultive um sonho”, pois são eles que motivam nossas buscas e fazem revoluções em nossas vida, não no futuro, mas no presente. Por isso, pegue um papel, um rascunho qualquer uma caneta e comece a rabiscar seu projeto de vida, neste instante. Se você quer ser um diretor de uma multinacional, escreva as primeiras linhas do que acha que seja um caminho para conseguir esse status, essa é a dica, comece a escrever sua carreira em tópicos que deve alcançar para subir essa escada. Nada é impossível se não houver um plano traçado, e revisado, e revisado, de modo que um dia seus passos serão tão precisos que logo estará pronto(a) para assumir esse posto.  Faça uma projeção mental de onde quer estar, e acredite, um dia estará lá.

 

Educação emprega, vende e melhora a qualidade de vida de todos.

“O homem não é nada mais do que a educação faz dele” – Frase de Immanuel Kant, escrita a 200 anos atrás, mas está carregada de verdade que perdura até a nossa contemporaneidade. Sempre me lembro dessa frase reflito na força que suas palavras têm, pois, é uma verdade universal descrita de forma tão simples, mas que faz uma diferença enorme para as pessoas que a entendem. Vejamos país que vivemos, afundado em crises éticas em todas as instâncias da sociedade, isto é, político, privado, e social.

Do político me isento a comentar, pois, está explicito em todos os níveis governamentais, ou seja, esferas Federais, Estaduais e Municipais, e “todo mundo junto e misturado” só para descer ao nível em que se encontram aqueles que governam.  Nossa incapacidade de agir com honestidade ultrapassou as manchetes dos jornais nacionais, e encontra-se hoje sendo discutida em colunas dos jornais mais lidos do mundo. E essa “….. no ventilador midiático”, nos persegue onde vamos, fazendo-nos lembrar a todo momento que tudo isso poderia ser diferente se nossa classe política tivesse ao menos educação. Não me refiro em conhecimentos formais, graduações e títulos, me refiro a educação naquilo que lhe é mais sagrado: o respeito a mínimos valores e princípios mínimos éticos que trazemos de nossos pais. As vezes penso que o que aprendi com meus pais, foi como uma grande viagem para um mundo da fantasia, pois nunca existiram tais valores. Todas as gerações de minha família vêm sendo enganada e traída por suas crenças e princípios. Mas esse pensamento não é verdade. Ao contrário, logo entendo que o engano é viver enganando as pessoas. Pois, tenho muita fé no que vou dizer um dia a justiça baterá as portas daqueles que brincam com valores milenares, construídos através dos tempos, por pessoas que viveram muito antes desse continente ser habitado por europeus.

Por outro lado, saindo um pouco da esfera política, pois não é o objetivo desses textos aqui. Vamos tratar das boas maneiras no ambiente profissional, pois está sim terá um reflexo em nossas vidas, seja positivo ou negativo, de um jeito de outro vai refletir em nossas vidas. Quero dizer que, seus valores serão gradativamente apresentados, a medida que os dias vão passando em sua função em uma organização, e se, seu objetivo é crescer de forma digna e honesta, você deve pensar muito em como a sua educação reflete em seus comportamentos sociais. Vejamos a seguinte situação – duvido que alguém que está lendo esse texto nunca passou por isso, você procurou uma de eletrônicos, só como exemplo, para comprar um novo telefone. Chegando na loja, qual seria a primeira reação esperada? Que as pessoas o tratem com respeito, com dignidade. Bem, mas ainda que vivamos uma das maiores crises da história, há vendedores que esquecem de suas funções e ficam no bate-papo e o cliente esperando para ser atendido.  Comprar um telefone é diferente de comprar um refrigerante, não é mesmo? É preciso de informações sobre as novidades, pois, trata-se de um bem que o cliente precisa de mais informações técnicas para usa-lo, para escolher, para decidir pelo qual comprar. A venda não é desnecessária como na compra de um refrigerante que é só pedir e o balconista lhe dá a bebida, ou você já viu alguém balconista explicando detalhes da Coca-cola para lhe convencer sobre a compra ou não de uma Coca? Jamais isso iria acontecer. A venda já foi feita em sua mente.

Bem, porém, voltando em nossa compra de celular, o vendedor vem lhe apresentar as características, você houve, um monte de informações e obviamente, pode ter algum tipo de dúvidas. Agora, qual é a função do vendedor nesse momento? Ficar impaciente? Deixar você falando sozinho para atender aquele que já está decidido? Enrolar e ficar falando no celular? Gente. Este é o momento do vendedor trabalhar, isto é, usar seu conhecimento de seu produto, mais o conhecimento sobre vendas é executar sua função que é VENDER…

Porém, isso não ocorre dessa forma, a sempre um vendedor impaciente, ou demonstra desinteresse em explicar, pois, nota que o cliente está indeciso e para não perder vendas prefere atender outra pessoa, ou mostra descaso agindo como se fosse um fardo aquele atendimento. Como? Isso mesmo. Em pleno Século XXI, com tantos livros e gurus do marketing dizendo aos cântaros que o cliente é rei, é razão de a empresa existir, ainda existem profissionais tanto de atendimento como de vendas sabotando as vendas. Porque escolheu essa profissão? Deixe o espaço para outro fazê-lo.

Bem, em uma situação muito recente, eu presenciei um vendedor brigando com o cliente, porque o cliente estava pedindo desconto. Discutir com o cliente é fim. Não dá. Sai de perto, pois além de não gostar desse tipo de situação, acho de uma falta de educação tremenda de ambas as partes, observa-se que da parte daquele que deveria estar buscando negociar com o cliente, estava desafiando o cliente a encontrar um lugar mais barato. Conclusão, o cliente foi embora e a empresa perdeu uma venda. O vendedor saiu sorrindo, pois entendeu que venceu a briga, e pensou “Graças a Deus não vou precisar mais encontrar essa figura. Um chato a menos.” O que vendedor esqueceu é que o emprego depende desses chatos. Que sendo legal ou não é um cliente e deve ser respeitado. Que um cliente satisfeito vende para mais dois o seu atendimento. Um cliente insatisfeito, fala mal para mais dez pessoas pelo menos do seu comportamento e da marca do varejo. Logo, ter educação é bom, pois vende, e melhora a qualidade de vida de todos.