Comunicação

Falar sobre a comunicação além de ser algo importante do ponto de vista das relações sociais, e, de sua importância entender como se dá nesse contexto social, é para mim, algo muito prazeroso, já que se trata de uma das áreas de minha formação que dediquei a maior parte da minha vida estudando.vendas

A questão da comunicação, sempre foi paradigmática, pois embora esteja em todo os espaços da sociedade, nos diálogos interpessoais, nos meios de comunicação, no cotidiano, nos livros tecendo a teia de ideias que permitem a ciência, a comunicação em si, não é algo tangível e/ou palpável como outras áreas de conhecimento que permite mais concretude como as áreas relacionadas as ciências exatas e da saúde, por exemplo.

O comunicólogo é um ser que, através de uma investigação minuciosa e um tanto abstrata da sociedade, busca explicar a realidade através de exemplos da não comunicação, isto é, sua existência fica clara na sua antítese, na falta de comunicação, como por exemplo, no campo da política, podemos citar governos que por falta de comunicação, transparência, acabam por  tornando-se absolutistas, autoritários, mesmo em um estado democrático. Nesse sentido, comunicar antes de tudo é um ato de honestidade com o outro, e permissibilidade do outro concordar ou não com seu ponto de vista, mais do que isso, de dialogar com seu pronunciamento. Comunicação que não há diálogo não é comunicação.

Entretanto, não vamos aqui discutir a comunicação em sua função política, mas sim, discuti-la no que vem sendo nossa premissa básica, pensar a comunicação na administração, na gestão, no marketing, mas especificamente, nas vendas, como uma competência essencial que se domine para que o processo de diálogo com o cliente se concretize de forma eficiente, isto é, que possibilite a realização de um negócio.

Nesse sentido, como a comunicação pode favorecer um negócio? Quais aspectos, comunicacionais, são essenciais para um líder de uma equipe de vendas e para um vendedor que possibilite melhores resultados? Bem, para a liderança de uma equipe de vendas, ou qualquer outra equipe, grupo, a comunicação é tudo, pois, somente através desse processo é que se pode orientar, informar, definir metas, estratégias, e sobretudo, construir relacionamentos saudáveis entre líder e liderados.

O líder não deve ocultar nenhuma informação estratégica sobre o mercado, sobre os clientes potenciais, pois isso acarretará em menos vendas. Porém, na prática, muitos líderes, autoritários, fixam nas metas sem proporcionar uma base de dados para os membros da equipe.  Isso ocorre por medo de perder equivocadamente, seu poder perante a equipe. Todo líder deve ter em mente, que, seu poder é diretamente proporcional ao poder dado a equipe. Uma equipe poderosa, isto é, que gera grandes resultados em vendas, só pode ter um líder que serve sua equipe desse poder, no caso, dando-lhes informações suficientes para que possam conhecer melhor seu cliente, seus concorrentes, a missão da organização, as metas da organização, a identidade da organização, sobretudo, como ela quer ser vista por seus clientes. O líder tem alinhado ao planejamento estratégico da organização, oferecendo táticas para seus liderados, de forma que estes operacionalizem da melhor forma possível os desejos do mais alto escalão da organização.  Um líder deve ter o domínio da oratória e da língua portuguesa, seja a falada, bem como a escrita.

E os vendedores, como podem usufruir da comunicação de forma que suas possibilite aumentar suas vendas, ou seu relacionamento com os clientes. Bem, assim como o líder, tem que possuir domínio sobre o idioma que irá se servir para se comunicar com seus clientes. Lembrando que o domínio não significa falar de forma erudita e enfadonha, mas, reconhecer que a maneira que se expressa, é um pouco dizer um pouco de você, e se trabalha para uma organização, sua forma de expressão será a forma que a empresa será vista pelos clientes. Embora, na atualidade, poucas pessoas se atentem para isso, mas é notório quando uma pessoa é um grande comunicador, dominando sua área, com informações atualizadas e precisas é recebido com admiração e confiança por aqueles que estão em sua presença.

Vejamos o Barack Obama, se não o maior, um dos maiores líderes mundiais de todos os tempos. Observem como sua maneira de se comunicar é clara, precisa, e extremamente inteligente. O presidente dos Estados Unidos, tem consciência de que é uma dos líderes mais importantes do mundo, e tudo que diz, que pronuncia hoje, é notícia instantaneamente. Porém, será que ele não possui uma assessoria que lhe subsidie de informações sobre o assunto o qual irá se pronunciar? É obvio que sim. Porém, nós não temos assessorias, mas temos nossos líderes, e temos informações em bancos de dados fundamentais para termos uma ideia do seu cliente. Por exemplo, antes de uma conversa franca sobre negócios, você facilmente pode buscar informações pessoais de seu contato na organização que pretende vender, nas redes sociais, isto é, Linkedin, Facebook, etc. E caso essa pessoa não tenha informações publicadas em redes sociais, o que é muito difícil na atualidade, você ainda pode recorrer a um conhecido da empresa, que trabalhe junto, para que você possa conhecer um pouco mais da pessoa, pois, se souber que o indivíduo gosta muito de um determinado time de futebol, leve uma lembrança, uma camiseta, uma caneca, qualquer coisa que possa gerar uma simpatia para com seu cliente, mas faça isso, na hora certa, no momento correto, se não pode parecer bajulador e isso é pior. Por outro lado, se não souber nada sobre seu cliente evite falar sobre religião ou qualquer outra questão polêmica, como política, futebol. Não tente ser engraçado ou simpático com essas questões. Evite piadas que possam denegrir uma classe social, um gênero, ou minorias, pois, não sabe qual é sua inclinação política sobre o assunto.

Seja educado, gentil, amistoso, paciente em todo processo. Na sala de espera, durante a negociação, no cafezinho, em um convite social, não importa o momento, sempre que estiver diante de possíveis clientes, busque uma atitude sóbria, pois nessa sociedade, estamos o tempo todo vigiado.

Outro ponto importante, em suas redes sociais, procure exaltar seu pontos positivos, suas qualidades, com fotos e textos que demonstrem um perfil social condizente com quem você projeta para seus clientes, pois, além dos recrutadores, os clientes também visitam suas páginas para saber com que tipo de pessoa está negociando. Imagine que está negociando uma venda que envolva quantias volumosas de dinheiro, milhões de reais. É óbvio que será necessária muita confiança entre ambas as partes, ai, seu cliente acessa a sua rede social, e observa que você é uma pessoa diferente daquela que se apresentou para ele. Isso vai gerar um conflito entre sua imagem pessoal e sua imagem pública( as redes sociais são responsáveis por nossa imagem pública). E conflito gera desconfiança, e confiança é tudo em uma negociação. Uma comunicação eficiente, deve gerar confiança entre ambas as partes. Uma comunicação eficiente deve gerar união, comunhão de ideais, de projetos, de lucros, de crescimento, e só construímos elos com pessoas com quem confiamos.

Deixe sua intimidade para as pessoas que realmente lhe são íntimas, isto é, sua família, e amigos,  que não são os 5000 mil contatos que tem no Facebook. Amigos verdadeiros não vão falar mal de você ou invejar você. Ao contrário, não importa o tempo, serão sempre seus defensores. Por tanto, através da comunicação, busque construir relacionamentos duradouros,  sobretudo, que permitam estejam conectados por algo maior, isto é, confiança entre as partes.

Anúncios

Vai um Chazinho ai?

E ai meu amigo(a), tudo bem? A época é bem conturbada, parece que você aponta o seu barco para longe da tempestade e cai num mundo de rochedos. Porém, não há tempestade que não cesse, e não há rochedos que não sejam intransponíveis. A questão é: não pare de tentar equilibrar o seu barco e a buscar mares calmos. Eles estão ai. Bem em nossa frente, mas, podemos não estar enxergando esses mares azuis, por causa do pessimismo dos outros que acabam inundando o cafezinho, os encontros sociais, de cenários desoladores. Fuja dessas conversas sempre que perceber. São núcleos de fracassados ou futuros fracassados.

Embora existam mesmo, muitas pessoas desempregadas, e em situação difícil, procurando recolocação – e uma hora ou outra vamos nos deparar com isso -, em relação ao que já aconteceu não podemos fazer nada, não podemos mudar o passado. Mas podemos mudar o futuro. E melhor, podemos fazer isso optando por escolher atitudes (pequenas atitudes) otimistas em relação ao acontecido, buscando mostrar para essa pessoa que ama, não é o fim do jogo, os dados ainda estão rolando, isto é, as coisas vão melhorar. E para melhorar é preciso ser otimista, e essa é a primeira escolha que a pessoa deve fazer: optar por ser otimista. Porém, a quem se enterre antes de ter morrido, e há também aqueles que crescem aproveitando a onda de otimismo que inundam seu espírito.

O que quero dizer é que as portas fechadas que se apresentam no momento, podem estar sendo fechadas suas próprias atitudes frente a elas. Como assim? É verdade. Vamos analisar algumas questões. Estamos em um mundo digital, você está cuidando de sua imagem digital de forma que ela favoreça o seu perfil? Que atitudes reais você tomou para tornar o seu currículo mais competitivo?

Não estou falando apenas de uma pós graduação, mas, sobretudo, você está cuidando de outras competências essenciais para seu desenvolvimento, como: dominar os recursos linguisticos de nosso idioma, dominar recursos básicos da informática, para que no caso de uma prova você não comece sem saber se quer ligar o computador. No caso de uma redação, se desculpar porque deu branco. Você tem lido livros interessantes, ou a ultima coisa que leu foi uma matéria velha de uma revista no médico? Você vem se capacitando?

E falando em médico, está cuidando da saúde? Está dedicando parte de sua vida para cuidar de você, tanto do ponto de vista profissional, como pessoal e emocional? Essas questões andam juntas, nunca serão dissociadas. É fato consumado, pessoas que fazem exercícios, se alimentam equilibradamente, possuem maior capacidade de atender a pressão do mundo corporativo moderno.

Pessoas que possuem um equilíbrio emocional, entre o trabalho em e a vida social, possuem melhor desempenho em suas profissões. Por isso, é essencial para enriquecimento de um estado de espírito ótimo para fazer dos limões que lhe lançam em uma limonada suíça. O sorriso aberto, verdadeiro, desperta nos outras sensações positivas e isso abrem muitas portas, pois, todos querem conviver com pessoas felizes, otimistas, pró-ativas, resolvidas ao seu lado.

Procure não julgar tanto os outros, e passe a julgar mais a sua atitude em relação às pessoas. Se você convive com pessoas tristes, desanimadas, despreparadas para enfrentar crises, isto é, imaturas para essas situações normais da vida, seja você o líder de uma mudança radical na vida delas, mas não apontando seus erros, mas sim, através de seu exemplo de confiança, de autocontrole, de equilíbrio, ilumine a sala de forma a contagiar e retomar todos para  um caminho mais otimista, e que isso se resolva em mais vendas, mais clientes potenciais, novas idéias, mais criatividade, uma nova promoção, enfim, quem sabe onde uma atitude positiva pode nos levar.